COMO SER UM JOVEM CRISTÃO...

COMO SER UM JOVEM CRISTÃO...

Como ser um jovem cristão... num mundo ”pagão”?

Por Rogério Godoy

 

Nos dias atuais, um pouco mais que nos antigos, muitas são as tentações dos jovens que optam por seguirem a Cristo Jesus, em seus estatutos e mandamentos (ensinamentos). A mídia globalizada dos novos tempos oferece aos jovens um sedutor banquete de grande gama de especiarias carnais: Tatuagens (discutíveis), piercing, “namoro ficante”, sexo sem compromisso, drogas, bebidas alcoólicas, rebeldia, corrupção, feitiçarias, violência, intolerância, e também filmes de pornografia; assim bem como tantas outras atraentes... porcarias.

Com relação às tatuagens e piercings, grande é a polêmica que se detona a partir destes dois assuntos, chegando mesmo a dividir as opiniões da “igreja”. Uma dita, origem da tatuagem, vem do tempo das batalhas campais, navais, e das grandes cruzadas (antes dos armamentos automáticos e informatizados), onde os guerreiros tinham o aumento de sua honra vinculado às marcas de combate que traziam em seus corpos; o próprio apóstolo Paulo mencionou algo semelhante em Gl. 6.17: “Trago no corpo as marcas de Jesus (do evangelho de Cristo)”; e com o passar do tempo eram feitos desenhos a partir das marcas que os guerreiros traziam em seus corpos, para melhor valorizar sua bravura ou “pseudo” valentia.

E, com relação aos piercings, permito-me usar de minha radicalidade para dissertar sobre a origem deste exótico acessório. As mulheres indianas foram as primeiras a fazerem uso deste objeto em seus corpos, e estes tinham seus significados especifico de acordo com o lugar do corpo em que era usado; e pasmem, cada piercing representava uma divindade hindu. Hoje vemos dentro de nossas igrejas uma grande febre de uso deste “adorno pagão” nos adolescentes, jovens, e até mesmo em mulheres (e muitos homens) adultas. Nosso chamado, enquanto cristãos, é o de fazer a diferença no mundo, vivendo uma exemplar e contagiante ética cristã, baseada e fundamentada na “sã doutrina”; mas, o que infelizmente temos visto, e principalmente em nossos tão estimados adolescentes e jovens é uma grande influência e forte contágio do modismo mundano.

Em Dn 1, o jovem Daniel, após um decreto do rei de que todos os jovens em serviço no palácio deveriam se alimentar com as iguarias do rei, pede ao eunuco do rei que permitisse a ele e seus amigos Sadraque, Mesaque e Abdinego, que se alimentassem apenas de legumes; ao invés das especiarias do rei de Babilônia, ele estava se guardando de não ser alimentado com alimentos consagrados aos deuses babilônicos; ele não queria ser mais um jovem dentre a juventude de sua época; mas mostrar diferença de suas atitudes e os resultados desta atitude; pois, sua decisão de não se “contaminar” agradou ao coração de seu Deus e lhe trouxe honra no reino, assim bem como, a seus amigos.

Quando o apóstolo João escreve em sua Iª carta, no versículo 13b do cap. 2: ”,,,jovens, eu vos escrevo pelo fato de terem vencido o maligno.” Provavelmente ele se referia  aos jovens  como Daniel, Sadraque, Mesaque e Abdinego,  que se revestiam da armadura de Cristo, referida em Ef. 6. 10 à 18: “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra       o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.

Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau, e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabalável. Estais, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade, e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçar os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito, e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos,...”.  

Tenho 46 (quarenta e seis) anos de idade e, óbvio o é que já fui adolescente e jovem, com diversas tentações, vitórias e frustrações; mas, creio que se tivesse me sujeitado a Deus e resistido ao diabo e suas armações, esse inimigo de nossas almas fugiria correndo de mim.

Se alimentar diariamente da Palavra de Deus, obedecer aos pais e responsáveis e ser um discípulo de Cristo, não importando a idade, é um excelente começo... para uma vitória certa contra o mal. 

 

Contatos MJ7 / Rogério Godoy:

 

Tel. Livre/Embratel: (11) 3439 2267

Site: www.mj7.missoesurbanas.no.comunidades.net

e-mail MJ7: mj7.missoesurbanas@gmail.com

e-mail Rogério Godoy: mj7.godoy@hotmail.com

Twitter: @rogeriogodoymj7

Facebook MJ7: Mj Sete Missões Urbanas

Facebook da Coletânea: Mj Sete Selo Editorial

Facebook Rogério Godoy: Rogério Godoy Mj Sete

Skipe: mj7.godoy